3/29/2011

CARVER ONE: SERIA ESTE O POSSÍVEL FUTURO DAS MOTOS


Projeto revolucionário mistura as características de carros e 
motos, resultando num veículo exótico e, ao mesmo 
tempo, revolucionário




Após receber a carta de um leitor na redação comentando sobre um veículo que poderia ser o futuro das motos, resolvemos conhecer um pouco mais sobre ele. O Carver One não se trata de uma moto e tão pouco um carro. É uma espécie de mistura entre os dois conceitos por misturar os elementos de um carro com o comportamento dinâmico de uma moto.

A idéia do projeto, segundo Frank Vermeulen - Diretor da Carver, era produzir um veículo que fosse estreito para reduzir espaço e economizar combustível. O problema é que para construir um veículo estreito a estabilidade nas curvas seria sacrificada. Para solucionar o problema seria necessário criar um veículo que tivesse a dinâmica de uma moto, que se inclina para contornar curvas. Foi a partir daí que surgiu o projeto Carver One.





Foi preciso de 13 anos de desenvolvimento para criar um dispositivo que pudesse controlar a inclinação do Carver nas curvas. O Controle Dinâmico de Veículo, assim batizado o sistema que controla o comportamento do Carver nas curvas, analisa a velocidade e quanto o motorista gira o volante para calcular o ângulo de inclinação do veículo. O dispositivo dispensa o movimento do corpo do piloto para auxiliar a pilotagem como nas motocicletas, Basta girar o volante que o dispositivo faz tudo sozinho até o limite de 45º de inclinação. Ainda, segundo o fabricante, este comportamento trás benefícios ao condutor por não forçar a coluna em curvas de alta gravidade. Somente antes dos 10 km/h ou em marcha ré o Carver não se inclina.

Embora visualmente o comportamento seja parecido com as motos, a maior parte das suas características remete a carros esportivos como: volante, bancos de couro, tocador de CD, aquecimento, air bags e vidros elétricos. Para aproximar mais a sensação de se pilotar uma moto o teto pode ser removido para que o vento entre e passe pelo rosto.

Acelera
Ainda que o projeto tenha sido concebido para ser um veículo econômico, o desempenho do Carver não ficou esquecido. Ele possui um motor turbo de quatro cilindros fabricado pela Daihatsu com 660cc, quatro válvulas por cilindro, refrigeração líquida e injeção eletrônica. A potência máxima é de 68 cv a 6.000 rpm e o torque de 10,2 kgf.m acontece a 3.200 rpm.




Com este propulsor, o Carver One é capaz de mover seus 634 kg a seco do zero a 100 km/h em 8,2 segundos. A velocidade máxima de 185 km/h não impressiona, mas já é um bom número para um veículo que nasceu para ser econômico. Falando em economia, seu consumo médio de combustível fica na casa dos 18km/litro e com a capacidade do tanque para 34 litros a autonomia pode ultrapassar os 600 km.

O Carver já está homologado desde 2006 para rodar nas ruas dos países que pertencem a União Européia. Fabricado na Holanda, a aquisição de um novo é feita sob encomenda e leva cerca de 12 meses para ser entregue.  O preço deste exótico veículo varia bastante de acordo com cada país. Em Portugal o preço inicial é de é de 32.800 Euros, aqui no Brasil custaria aproximadamente R$ 100 mil reais.

Fonte: Revista Duas Rodas

2 comentários:

  1. SIMPLESMENTE M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O.O.O.O.O.O.O. Quem dera eu ter uma máquina dessas, nunca mais iria querer um carro. Imagina...
    Aliás, esse deveria ser o veículo do futuro, menos poluente, mais leve, menos espaçoso, versátil, manutenção muito mais barata, sem rodizio, economico. Apenas isso!! Somente!!! Só falta a versão C40, movido à eletricidade. UAU!!!! Aliás, como sou bobinho, me coloco à disposição para fazer o teste no Brasil. Mandem um e-mail para mim tsudah@gmail.com - Antes, quero comprimentar o(s) inventor(es) dessa 8a maravilha do mundo... Um abraço a todos!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei tão emocionado com o Carver One, que me referi a ele como sendo "menos espaçoso". Na verdade eu quis dizer que ele toma menos espaço nas Ruas e Avenidas das cidades. Me desculpem se me fiz entender de forma errada. Valew. Eu quero testar ok??? Me mandem um e-mail. Obrigado mais uma vez... Um abraço a todos.
    Paulo Tsuda

    ResponderExcluir

Escreva o que sentiu, fale sem constrangimento, preciso da sua opinião. Mas respeite as normas e leis do país e principalmente respeite as pessoas.